Primeiros passos no Vegetarianismo

Sei que muitos já seguem o Pure Food desde o seu início! É bom olhar para trás e ver como num ano já partilhámos tantas receitas saudáveis. Sei também, que muitos de vós têm optado aí por casa comer mais pratos vegetarianos/veganos e fico muito feliz por ter conseguido ajudar-vos nessa decisão. A missão do Pure Food é mesmo essa. Tornarmos-nos cada vez mais saudáveis também através daquilo que comemos. Uma das perguntas que mais me tem feito é:

Decidi que quero ser vegetariano, mas e agora? Como posso começar a iniciar-me no vegetarianismo? Qual o método mais indicado? Quais as receitas que devo fazer?

Hoje vou tentar dar-vos algumas dicas para que possam começar esta vossa aventura no mundo da alimentação vegetariana. Passos simples, que poderão ajudar-vos na vossa transição de dieta alimentar. No entanto, não se esqueçam que é sempre bom consultarem um Nutricionista ou falarem com o vosso Médico. Nas transições de regimes alimentares é comum existirem pessoas que desenvolvem carências de vitaminas ou nutrientes. Atenção a culpa não será do vegetarianismo, é possível ser-se vegetariano, sem qualquer tipo de carência alimentar e ser-se muito saudável, o maior problema talvez será a falta de cuidado na escolha dos menus semanais. O equilíbrio é a chave de ouro para qualquer dieta.

Mas vamos ao que interessa. O passo a passo para se ser Vegetariano.

Quero ser vegetariano e agora?

  1. Descobre a tua motivação: Queres tornar-te vegetariano/vegano porque está na moda? Porque o verão está à porta e queres perder uns quilos? Porque és defensor dos direitos dos animais? Porque te preocupas com o ambiente? Porque os teus amigos são vegetarianos? Poderia continuar por aqui fora, as razões nunca iriam acabar. O importante é que questiones a razão pela qual te queres tornar vegetariano. O vegetarianismo poderá tornar-se para ti num estilo de vida. Portanto antes de entrares de cabeça, pesquisa, medita e quando estiveres certo sobre a tua motivação avança!
  2. Uma mudança é sempre mais fácil quando partilhada. A ideia do Pure Food começou assim. Já era vegetariana, mas queria mudar ainda mais o meu estilo de vida. Como não tive a oportunidade de ter um amigo/a a me acompanhar na minha mudança, decidi partilhar com os outros o que estava a mudar na minha vida. Acaba tudo por ser bem mais fácil. É importante teres o feedback de alguém e a ajuda de outras pessoas. Assim quando der vontade de desistir, sempre terás um empurrãozinho do outro lado. Partilha a tua mudança com os teus amigos, ou convida alguém a te acompanhar na tua nova dieta.
  3. Tempo. Sem dúvida que o tempo é fundamental em duas vertentes. Ter tempo para preparar  menus semanais equilibrados e saudáveis. E ainda mais importante, dares tempo a ti próprio para te adaptares a este novo regime. Possivelmente não vais cozinhar pratos suculentos logo à primeira, quem sabe o teu paladar vai estranhar os sabores mais naturais. Dá tempo ao tempo. O tempo será o teu melhor amigo. Os períodos de adaptação também são necessários.
  4. Receitas. Outro desafio será preparar os menus semanais e ter receitas práticas, fáceis e rápidas para iniciares esta aventura. Mas não te preocupes, estás no sítio certo. O site Pure Food tem mais de 100 receitas saudáveis à espera de serem testadas por ti. O importante é praticares. Se for preciso troca um ou outro ingrediente, a cozinha vegetariana deve de ser acima de tudo flexível e criativa.
  5. Resiste ao impulso dos hidratos de carbono. O problema geral dos iniciantes ao vegetarianismo. A tentação é grande de empanturrar o estômago de doces, bolachas, pão branco, para tentar apagar a vontade de comer um bom bife. Mas pensa que vai valer a pena. Guarda o teu estômago para coisas mais nutritivas e se for preciso leva sempre contigo um snack saudável no bolso ou na carteira. Frutos secos, fruta fresca, água serão os teus melhores aliados.
  6. Foge da ideia de que um vegetariano come todos os dias, SOJA, TOFU, SEITAN. Este é um mito urbano dos grandes. Não deves acreditar nem praticar essa ideia. O vegetarianismo é muito mais do que pratos de soja, tofu ou seitan. Estes alimentos processados não serão benéficos para o teu corpo se os comeres todos os dias. No entanto poderão ser uma ajuda no inicio da tua mudança alimentar, mas sempre com muita moderação, opta por comer mais verduras, frutas e pratos leves e frescos.
  7. Aprende a ler o teu corpo. No inicio será natural sentires saudade ou desejos de comer os velhos pratos. Fica atento aos sinais que o teu corpo te vai dando. Ele pode indicar-te necessidades de alguns nutrientes. Exemplo: Se estiveres com imensa vontade de comer queijo, quem sabe o teu corpo não te estará a pedir um pouco mais de sal, tenta descobrir um snack mais salgado para comer nessa hora. Ou então, apetece-te imenso um bife, troca o bife por brócolos que são ricos em ferro, e o teu corpo está a precisar é disso. Trocas saudáveis para dar ao teu corpo aquilo que ele realmente precisa.

Gostaram destas dicas? Então partilhem com os vossos amigos e familiares.

Juntos por uma vida ainda mais saudável.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*