Como ter um Natal saudável ?

Ter um Natal saudável e vegetariano não é novidade para mim. Felizmente cresci num lar e numa família onde os Natais sempre foram bastante equilibrados e onde as diferenças alimentares sempre foram respeitadas. Enquanto alguns comiam o tradicional bacalhau, os vegetarianos da família comiam outros deliciosos pratos. As “comidas” nunca foram um problema no nosso Natal. Normalmente escolhemos um dos nossos pratos vegetarianos preferidos, não somos de seguir tradições ou de ficar muito presos, com a ideia de tentarmos criar um prato vegetariano que fosse parecido com os pratos tradicionais de Natal.

Mas, o problema não está tanto no prato principal, mas nos aperitivos e sobremesas que se seguem, normalmente esta época é sempre sinónimo de muito açúcar, muitos doces, muito sal e condimentos. As conversas puxam conversas, o guarfo não pára, e quando damos por ela estamos quase como o Pai Natal, a rebentar com o cinto das calças.

Basicamente são os dias em que se esquecem as dietas e onde se fazem pequenas maldades ao nosso corpo. Não quero com isto dizer que devemos agora fazer do Natal uma época em que nos sentamos à mesa a controlar as calorias. O bom senso e o equilíbrio são sempre bem-vindos, e cada um saberá a melhor forma de o colocar em prática.

Mas quero partilhar convosco algumas dicas que vos podem ajudar a mudar aos poucos o vosso Natal e torna-lo cada vez mais saudável. São pequenos passos que podem fazer a diferença na hora de ir para a mesa. E porque todos queremos ter um Natal saudável, certo?!

  1. Sopa em todas as refeições de Natal. Cheia de verdes e substituindo a batata por  feijão, ervilhas ou grão. Este tipo de sopa promove a saciedade por um período mais longo de tempo, hidrata, é fonte de vitaminas, fibra, minerais e anti-oxidantes e fornece poucas calorias comparada com outras entradas da época. Assim estarão prontos a comer um pouquinho menos dos outros pratos que se seguem.
  2. Legumes e vegetais sempre que possível. Desde as tradicionais couves cozidas aos grelos, cogumelos, purés de lentilhas, de ervilhas, de castanhas até às mais recentes beringelas ou curgetes são excelentes formas de reduzir a ingestão de calorias, gordura animal e colesterol. Na mesa dos vegetarianos, nem se fala, são essenciais.
  3. Uma mesa de frutos secos, que podem ser uma alternativa às bolachas, aperitivos doces e bolos indiferenciados que se colocam na mesa nesta altura do ano. Opte por figos, avelãs, nozes, alperces, a variedade é tanta e sabem tão bem. Escolha sempre frutos secos naturais, sem banho de glicose ou tempero de sal. Embora tenham mais açúcar que os frutos frescos (e por isso devem ser consumidos com moderação) são ricos em fibra, pobres em gordura e com baixo teor de sal, o que não acontece com a maioria da doçaria. Uma aposta ótima.
  4. Reduzir nos Doces. Não estou a dizer que os deixem de parte, mas tentar diminuir a quantidade e variedade de doces pode ser uma solução. Opte por soluções que sejam mais saudáveis como uma grande e variada salada de fruta, um Bolo sem açúcar, um Bolo-Rainha integral. Selecione uma ou duas sobremesas tradicionais que lhe sejam mesmo imprescindíveis e evite ter uma mesa repleta de doçarias carregadas de açúcar.
  5. Deixe o álcool e os refrigerantes de lado, e escolha copos de água de qualidade, sumos de fruta naturais, smoothies coloridos e apetitosos, tisanas quentes. Festeje esta época com quem mais ama lembrando-se que estes pequenos passos podem fazer a diferença.

Este Natal, contagie a família para um Natal saudável e alternativo.

Porque mudar para melhor é  mesmo o melhor remédio!

Feliz Natal para todos!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*